terça-feira, 29 de setembro de 2015

Rotina


A bizarrice toma conta do espaço

E em cada canto ecoam os meus passos

Aprendo, diariamente, a conviver sem seu abraço

E sinto uma sincera vontade de matar. E morrer.




Nenhum comentário:

Postar um comentário