terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Analogia

Estou sem as mãos e no meio de um gigantesco tornado. E sinto uma estranha sensação de paz.


Nenhum comentário:

Postar um comentário