segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Cinco meses

Meu coração se aquieta. Cansado, de tantas aflições e dor.

E o silêncio que se segue me perturba.

O terremoto estabeleceu uma nova ordem das coisas, da minha vida, do mundo.

A saudade, afiada, ainda me rasga por dentro, e me mata.

Mas essa morte também significa ressurreição.

Ou sobrevivência.

Ou desespero.




Nenhum comentário:

Postar um comentário