terça-feira, 8 de março de 2016

Saudade 1

“Saudade” deveria ser o coletivo de falta, de ausência. Deveria explicitar um conjunto de sentimentos, uma combinação de vazios, uma concentração de dores.

Ou então deveria ser uma equação matemática, onde o sujeito é sempre x e o resultado é inexistente. Ou é real, porém inalcançável. Tipo Pi.

E aí nos ensinariam já na escola como lidar com ela. Como não morrer dela. Como ser maior que ela!


Aposto que teria um módulo só pra mostrar como desfazer seus nós.


Nenhum comentário:

Postar um comentário