quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Fragmento musical

"... ali, tão certo e justo e só ti sendo

absinto-me de ti, mas sempre vivo

meus olhos te movendo sem te abrir..."



Nenhum comentário:

Postar um comentário