segunda-feira, 29 de agosto de 2016

O que os olhos veem...

Eu vejo poesia na contradição!


Nenhum comentário:

Postar um comentário