quinta-feira, 29 de setembro de 2016

E voou

Naquela noite, ao deitar, se livrou de todos os pesos que carregava nos bolsos.

Virou pluma e voou.


Nenhum comentário:

Postar um comentário