quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Poema para Rodrigo

Levante, ame

Chame se quiser auxílio

Cante se precisar de exílio!

Clame, ame

Sinta a grama debaixo do pé

Caso o mar esteja longe, faz do mato a tua maré!

Respire, não reclame

Você é a rainha deste reino

Não faça rascunhos, não finja que é treino!

Viva como uma madame

Não ligue de passar vexame

Rô, somos todos loucos diante de um exame!


Nenhum comentário:

Postar um comentário