quinta-feira, 30 de março de 2017

Um poema

Se observar atentamente verá; está aqui!

É no encanto do canto que decanta!

E tá no céu, tá no chão e até na planta

Tá no riacho, na água corrente (tá na sua garganta)

Abra-se e verá! Ou, melhor que isso: abra-se e sentirá!

E todos os seus sentidos estarão atentos, e ao se lançar (não se assuste!, esse é o intento!), você será livre (livre!), e não mais uma prisioneira, um detento

A vida vai além d’olhos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário